Os Classicos Wharram

James Wharram divide sua linha de catamarans em Classicos, Pahi, Tiki e Etnicos. Hoje voces conhecerão um pouco da linha classica. 
A linha Classica existe desde de 1960, logo após James Wharram completar a sua segunda travessia do atlantico em 1956, ele começou a desenhar e difundir os catamarans. 17 modelos foram desenhados até 1970 e 9 deles ainda estão no catalogo. Escolhi os maiores para apresentar a voces.

O Tangaroa 35' foi seu primeiro sucesso comercial. Hoje já está na sua quarta versão. Um barco espaçoso, bonito pode ser armado em ketch ou sloop, e tem tudo para se tornar meu próximo barco.


















O Raka 36' é quase do mesmo tamanho que o Tangaroa, mas são cascos mais finos e mais velozes, foi desenvolvido para um cliente que queria correr regatas nos anos 70. E ganhou várias.
























O Narai MK IV é o verdadeiro "family boat", são 40' de tamanho e também já está na sua quarta versão, sendo que a MK I e MK II ainda estão disponiveis para construção. Tem na boca de cada casco seu maior atrativo, são cascos largos e aconchegantes por dentro. Diversos Narais deram a volta ao mundo com sucesso e segurança.

















O Ariki 47' segue a linha de cacos mais finos do Raka, só que com 47' tem espaço de sobra para morar dentro uma familia média. Bonito e esguio, tem linhas que me agradam muito.

























O Tehini 51' é o maior cata da linha classica. Incrivelmente belo, domina qualquer ancoragem com seu tamanho e design singular, libertino, parece um barco pirata. Uma verdadeira casa flutuante. Quatro cabines distintas com uma cozinha enorme para sustentar a fome de seus posiveis 15 passageiros. 




Comentários

  1. Legal, Rogerio. Acho legal difundir os barcos do Wharram. Barcos bonitos e marinheiros.
    Abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Peter. Os navegadores Brasileiros precisam saber que concepção polinésio de construção é segura e não se restringe a pequenos Tikis. A linha Classica mostra bem isso.

      Excluir
  2. Cada dia mais eu fico fã do titio Wharram.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O velho sabe muito...kkk
      Sempre ouço a todos, sobre os atuais catas, proa reta, cabine no meio, vigas fixas. Analiso porque Wharram não usa isso nesses tempos modernos. A maioria das respostas está ou na segurança ou no custo. Para vc ter idéia, a Mormaii está fazendo um cata enorme no Rio, só a viga principal em carbono, custará o preço do meu barco todo !!!

      Excluir
  3. E aí Roger,
    muito legal esta apresentação sobre os catamarans classicos do JW.

    Não vejo a hora de começar o meu Tiki 21' (a vida começa aos 21', rsrsrs).

    []s,
    Claudio Alvim

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc vai se amarrar, vai andar muito.

      Excluir
    2. Legal, Roger! A comunidade nautica brasileira precisa descobrir estas "novidades" conceituais que já é amplamente conhecida no mundo. Os classicos do Wharram sempre me chamaram a atenção, assim como os Pahis, sobretudo o 42', o qual tive como visinho de poita em Sto. Antonio de Lisboa. Dentro dos projetos do Wharram, há modelos para todos os tipos de gostos e bolsos, obviamente, sem sair do conceito polinésio.

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Voando mais baixo e olhando para o Tiki 21

Catamaran ou Catamarã

Lançamento da Melanésia